Pular para o conteúdo
Voltar

Inscrições do Programa Alimenta Brasil começam hoje

Para Mato Grosso foram destinados R$ 2 milhões em recursos para a compra de alimentos obrigatoriamente produzidos por produtores rurais ligados a agricultura familiar.
Luciana Cury | Seaf-MT

Moradores de Poconé receberam em agosto kit com produtos adquiridos pelo programa PAA, anterior ao PAB - Foto por: Lucas Diego - Assessoria SEAF
Moradores de Poconé receberam em agosto kit com produtos adquiridos pelo programa PAA, anterior ao PAB
A | A

Estão abertas para agricultores familiares de Mato Grosso as inscrições para participar do Programa Alimenta Brasil 2022 (PAB), antigo Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). A ação federal, executada em parceria com o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf) e da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), conta neste ano com R$ 2 milhões em recursos para a compra de alimentos obrigatoriamente produzidos por produtores rurais ligados a agricultura familiar.

Esse valor será para atender os projetos de 88 municípios mato-grossenses classificados em situação de vulnerabilidade, conforme o Mapeamento da Insegurança Alimentar e Nutricional desenvolvido pela Câmara Interministerial de Segurança Alimentar e Nutricional (Caisan), denominado Mapa InSAN. Os municípios participantes do PAB são: Acorizal, Água Boa, Alta Floresta, Alto Araguaia, Alto Boa Vista, Alto Garças, Alto Taquari, Apiacás, Arenápolis, Aripuanã, Barão de Melgaço, Barra do Garças, Bom Jesus do Araguaia, Brasnorte, Cáceres, Campinápolis, Campo Verde, Canabrava do Norte, Canarana, Carlinda, Chapada dos Guimarães, Cláudia, Cocalinho, Colíder, Comodoro, Confresa, Conquista D’Oeste, Cuiabá, Curvelândia, Diamantino, Feliz Natal, Gaúcha do Norte, General Carneiro, Glória D’Oeste, Guarantã do Norte, Guiratinga, Itiquira, Jaciara, Jangada, Jauru, Juara, Juína, Juruena, Juscimeira, Lucas do Rio Verde, Marcelândia, Matupá, Mirassol D’Oeste, Nobres, Nortelândia, Nossa Senhora do Livramento, Nova Canaã do Norte, Nova Lacerda, Nova Marilândia, Nova Maringá, Nova Santa Helena, Nova Ubiratã, Novo Santo Antônio, Novo São Joaquim, Paranaíta, Paranatinga, Pedra Preta, Peixoto de Azevedo, Poconé, Porto Esperidião, Poxoréu, Querência, Ribeirão Cascalheira, Rio Branco, Rondolândia, Rondonópolis, Rosário Oeste, Salto do Céu, Santa Carmem, Santa Rita do Trivelato, Santa Terezinha, Santo Antônio do Leste, Santo Antônio de Leverger, São José do Xingu, São José dos Quatro Marcos, Sapezal, Serra Nova Dourada, Tapurah, Torixoréu, Vale de São Domingos, Várzea Grande, Vila Bela da Santíssima Trindade e Vila Rica.

Para participar os agricultores familiares devem possuir a Declaração de Aptidão ao Pronaf (DAP) regular e procurar o escritório da Empaer ou a Secretaria de Agricultura do seu município para elaboração do projeto. As propostas deverão ser enviadas, por parte dos escritórios da Empaer ou das secretarias municipais, até o dia 30 de junho, por e-mail, para a Seaf.

Neste ano, os Centros de Referência de Assistência Social (CRAS) serão os órgãos atendidos pelos alimentos comprados pelo PAB. Os CRAS interessados em ser beneficiados com a ação, assim como os produtores familiares, também precisam procurar a sede da Secretaria de Agricultura local ou da Empaer.

Em 2021, durante a realização do PAA, foram aplicados R$ 1,1 milhão para a compra de 948 toneladas de alimentos, que beneficiaram 500 famílias, em 35 municípios. Neste ano a expectativa é beneficiar 700 famílias, em 88 municípios aptos a participar do programa, voltado para minimizar os impactos causados pela pandemia da Covid-19 na agricultura familiar.  

 

Outras informações pelo telefone: (65) 3613-6206.