Pular para o conteúdo
Voltar

Servidores participam de palestra sobre câncer de próstata

O médico urologista Rodney Nascimento, do Hospital São Judas Tadeu, foi o palestrante e reforçou que o câncer de próstata é uma doença assintomática, por isso a importância de exames preventivos.
Luciana Cury | Seaf-MT

O médico urologista Rodney Nascimento, do Hospital São Judas Tadeu, foi o palestrante. - Foto por: Lucas Diego- Seaf-MT
O médico urologista  Rodney Nascimento, do Hospital São Judas Tadeu, foi o palestrante.
A | A

Despertar a importância quanto a prevenção ao câncer de próstata foi o objetivo da palestra "Cuidar da saúde também é coisa de homem", realizada na manhã desta quarta-feira (23.11), na sala técnica da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (Seaf), na Capital. O evento faz parte do mês de conscientização ao “Novembro Azul”, ação que visa destacar a necessidade de atenção à saúde do homem.

“O tema é mais do que necessário, pois a nossa pasta conta com profissionais em grande parte homens, que além de terem o foco na agricultura familiar, precisam também ter um olhar atento a própria saúde. Essa palestra mostra que estamos comprometidos com esta causa”, declarou o secretário adjunto Administração Sistêmica da Seaf, Luiz Arthur Ribeiro.

O médico urologista  Rodney Nascimento, do Hospital São Judas Tadeu, foi o palestrante e reforçou que o câncer de próstata é uma doença assintomática, por isso a importância de exames preventivos.

“Os sintomas do câncer de próstata quando começam a aparecer já estão em estágio avançado, com um diagnóstico com poucas chances de cura. A prevenção é importante porque se detectada a doença no início a chance de cura é quase 100% e o tratamento é mais leve”, enfatizou, ressaltando que a indicação para realização de exames é aos 40 anos, em homens que tem histórico da doença na família. Para homens sem casos na família, os exames podem ser feitos a partir dos 45 anos.

O câncer de próstata é a segunda principal causa de morte por câncer em homens, superado apenas pelo câncer de pulmão. A média é de que em um grupo de 36 homens, um morrerá de câncer de próstata. 

Além da palestra, foram oferecidos aos servidores a oportunidade de medição de glicemia, pressão e pesagem.